[1]
C. Saldaña Sousa, «Manchaybamba: generalização etnográfica, tradições e mudança cultural», PURIQ, vol. 2, n.º 3, jul. 2020.